bem vindo! html7

SHINE ON TOUR - LOS ANGELES - REVISTA ROLLING STONE

Neste curta podemos acompanhar um trecho de um dia por de trás do backstage da turnê do Shine On.

Durante a estadia de Sarah e sua equipe em Los Angeles, uma fotógrafa da Rolling Stone selecionou suas melhores fotos, que mais tarde foram legendadas pela Sarah, ilustrando um pouco sobre sua rotina na turnê.

Confira a tradução:
--



No dia 28/junho, Sarah McLachlan fez um show de dois sets no Greek Theatre em Los Angeles, misturando hits como "Sweet Surrender", "Angel" e "I Will Remember You" com algumas faixas de seu recente trabalho Shine On - "Flesh and Blood," "Brink of Destruction". 


Durante sua apresentação, ela tocou ukulele, e depois de responder perguntas que os fãs depositaram em um chapéu, ela também sentou na bateria. Catie Laffoon estava por lá para fotografar a noite, e mais tarde, McLachlan adicionou legendas em algumas das melhores fotos.



"Acabamos de chegar para a passagem de som e estamos indo em direção por meio dos corredores do prédio para encontrar os camarins. Eu me considero uma pessoa de muita sorte por poder trazer minha família comigo na turnê. Minhas meninas amam viajar, assim como todo o entusiasmo das viagens de ônibus, da banda/produção e das diferentes cidades para explorar todo dia. Elas me acompanham na estrada desde quando eram bebês, então isso está no sangue delas. Meu namorado, Geoff, aparece para nos visitar também, o que é maravilhoso. A presença dele é calma e reconfortante. Juntos, temos a aparência de uma vida familiar normal, em face da constante mudança ao nosso redor."




"Esta sou eu cumprimentando Chris, o técnico da bateria do Curt. Ele não nos acompanha nesta viagem, mas se juntará a nós na próxima fase da turnê, no Canadá. Ele mora em Los Angeles, e deu uma passada para dizer oi. Todos nós somos muito conectados em nosso pequeno universo viajando, convivendo e trabalhando juntos, e sou abençoada por ter um maravilhoso grupo de pessoas que são top, dedicados e geralmente muito boa gente."


"Este é uma condição emocional geral das coisas na passagem de som. Nossa tendência é sempre se divertir enquanto fazemos todas as conferências necessárias para ter certeza de que tudo está ok para o show. Acho que provavelmente arriscamos um Led Zeppelin naquele instante, e agora que estou tocando guitarra com mais frequência nos shows, a criança dentro de mim quer ser o Deus da guitarra. A banda é ótima e versátil, e conseguem se arriscar tocando qualquer tipo de música num instante. Eu posso tocar quatro notas em seguida até perceber que eu não lembro o restante".



"Geoff e eu voltando para o camarim após a passagem de som. Eu amo esta foto porque me faz lembrar da calma e da paz que sinto quando estou com ele. Ele é como uma rocha, tão gentil e tranquilo. Ele tem a habilidade de me tranquilizar quando tudo está muito agitado, e me lembra de não levar as coisas tão a sério."




"Esta sou eu começando a me arrumar para o show. Eu tomo conta da sala rapidinho. Gosto deste momento - a calmaria antes da tempestade. Eu geralmente fico aquecendo minha voz enquanto maquio meu rosto e enrolo meu cabelo. Eu geralmente fico sozinha (aquecendo a voz), porque é algo bastante desconfortável de se ouvir, então isso meio que se torna uma forma de meditação pra mim, um modo de me voltar para o momento e me fundamentar".



"Ah, olha só! Outra foto minha com o meu querido. Estamos no camarim falando com meu empresário Sam, apenas jogando conversa fora, não falando de negócios. Logo antes de ele entrar, eu tinha acabado de conversar com minhas filhas sobre seu amigo de cabelo azul (só uma faixa de azul fluorescente - uma "recompensa" pela graduação da sexta série)."



"Falando sobre a indústria (da música), esta sou eu, David Foster e Mike Rittberg da Verve, logo antes do começo do show. Eu acho que David, como sempre, estava falando alguma coisa levemente inapropriada - ele sempre me faz rir, já que não tem um botão de edição. Naquele ponto, acho que eu não estava totalmente ouvindo o que alguém estava falando, uma vez que minha mente já estava no palco".




"Nós estamos agora no camarim da banda, esperando pela chamada dizendo que é hora de ir. Nós sempre tentamos ter alguns minutos juntos, só para se iterar e falar bobagens. Este é Jon Evens, meu baixista, e eu acho que Curt (fora do foco da foto) estava contando alguma piada suja para esquentar o humor. Esta foto me lembra do quanto eu gosto desses caras, tanto dentro quanto fora do palco."


 

"Estes somos nós (a banda menos o Curt, que sempre vai para o palco mais cedo) em nosso caminho para o palco para começar o show."



"Toda noite, bem antes de começarmos o show, temos um minuto para nos conectarmos. Apesar de Curt não aparecer na foto, ele está lá, fora do foco da imagem. Os cumprimentos com os punhos vieram de minhas meninas, que constantemente aparecem com novas formas de cumprimento. Eu amo este momento antes de sairmos, todos nós unidos em um objetivo comum, para fazer um grande show, para fazer o nosso melhor."




"Esta sou eu no piano, tocando "Adia". Eu amo nosso set e a vibe do show, o que é "metade igreja" e "metade quintal". Brent, nosso cenógrafo e responsável pela iluminação, é maravilhoso, e eu espero que um dia possa sentar e assistir ao show, porque eu não posso ver muita coisa quando estou tocando".




"Estamos tocando "Building a Mystery". Estou tocando muito mais guitarra nesta turnê. Amo as cores e o clima nesta foto."




"Esta foto é no camarim, após o show. Conheço um monte de gente em Los Angeles, e eu normalmente encontro todo mundo após o show quando estou mais relaxada e quando a pressão já foi. Este é Sean O'Lochlin, que elaborou a maioria dos arranjos da sinfonia para minha turnê, e sua mãe. E não me lembro sobre o que estávamos falando, mas era algo obviamente engraçado.".

--


Fonte e créditos: Rolling Stone

# Compartilhe