bem vindo! html7

Sarah McLachlan School of Music (SoM)

A Sarah McLachlan School of Music (também conhecida como SoM) oferece educação musical para jovens carentes e em situação de risco, sem nenhum custo. A escola se dedica a ajudar os jovens a construir uma comunidade e encontrar sua voz.


Quando Sarah perguntou a si o que a música tinha lhe dado, percebeu que a música tinha a ensinado o quanto o quão ela era boa o suficiente, e que ela tinha algo a oferecer. Este sentimento de orgulho e auto estima foi fundamental para seu crescimento. A música lhe deu as ferramentas necessárias para que ela encarasse os desafios que enfrentou na vida.


O fato de pensar que existem crianças que talvez nunca experimentem a alegria que a música traz parecia ser inaceitável para ela. Ela então decidiu que poderia fazer a diferença, trazendo a música para a vida destes jovens que não poderiam ter nenhum acesso à educação musical. Para Sarah, a música é um dom. É uma chama poderosa que pode inflamar a paixão e a energia.


"Quando eu estava crescendo, tínhamos a música em nossas escolas. A música nos era cedida. Hoje em dia muitos destes programas não estão mais disponíveis. Eu não sei o que teria feito sem a música em minha vida enquanto eu crescia. Eu não era popular nem mesmo escolhida, mas para mim, a música era meu refúgio e consolo - era a única coisa na qual eu sabia que era boa; a música me manteve e me motivou a continuar."  -- Sarah McLachlan sobre a música em sua vida

A instituição oferece o programa para jovens carentes em Vancouver, sem nenhum custo. Os alunos têm educação musical de alta qualidade, tanto nas tradições clássicas quanto contemporâneas, em instrumentos como guitarra, piano, percussão, voz, coro, composição, produção de música e vídeo, DJing, beatboxing e música eletrônica.


Eles começam a chegar por volta das 15h30 e as aulas se estendem muitas vezes até as 20h. Enquanto esperam pelo início de suas aulas, os alunos fazem lição de casa ou conversam com os amigos. O som da voz e da música está em todo lugar.


"Desejamos a todos uma experiência autêntica com seres humanos reais. Trata-se de ampliar a compreensão das possibilidades de ser capaz de mostrar ao mundo seus dons e valores."

O sonho de uma escola de música tomou forma como a Fundação Sarah McLachlan em 1999. Em 2002, juntamente com Arts Umbrella, ela deu início a um programa musical gratuito chamado The Sarah McLachlan Music Outreach – An Arts Umbrella Project.


Graças a uma generosa oferta, o programa de extensão se transformou na Sarah McLachlan School of Music. Desde 1999, a escola estava operando fora do espaço emprestado, muitas vezes em igrejas onde tudo tinha que ser posto de lado depois de uma sessão, e os espaços não poderiam ser adaptados às necessidades da escola. Isto acabou em 2010, quando a Wolverton Foundation doou um prédio. As portas se abriram oficialmente em Setembro de 2011.

"Nós temos este belo espaço de 16.000 metros quadrados para atender especificamente às nossas necessidades", diz McLachlan. "As crianças têm crescido muito neste espaço e tomaram conta dele. Existe a sensação de conforto e reconhecimento de seu próprio valor por ter um espaço como esse."


Muitos dos alunos chamam a escola de sua casa longe de casa, diz Sarah. Há uma sensação de que é um lugar seguro onde eles podem falar o que pensam e serem eles mesmos. "Todo ser humano merece isso, mas os adolescentes em particular, especialmente se eles foram marginalizados devido ao dinheiro que eles podem vir a este lugar e sentir o seu valor e seu valor."

McLachlan reconhece a importância do tipo de espaço criado por sua visão por causa do impacto da música sobre sua própria vida. "A música me deu uma sensação de meu próprio valor. Eu não era boa academicamente. Eu não me encaixava. A música me mostrou o meu lugar no mundo e o que eu poderia oferecer. Todos nós queremos oferecer algo."

Alguns estudantes seguiram trilhar o caminho da educação musical. Mas o ponto é que a escola impacta de algum modo o caminho do aluno, não importando se o aluno deseja ou não trilhar o caminho musical no futuro.

"Você está aprendendo educação musical, mas você também está aprendendo a se comunicar. Como compartilhar a si mesmo, falar a sua verdade, e você está aprendendo em um lugar onde você não está indo para ser julgado", diz McLachlan. "Isto não tem preço".


A escola também oferece um lugar para os jovens se comunicarem face a face e construir suas próprias comunidades. Com a música, esta experiência pode transcender as barreiras linguísticas e culturais, diz ela. Muitos dos alunos falam Inglês como segunda língua, mas quando todo mundo pega seus instrumentos, não importa o idioma.



"A música é uma linguagem universal e une as pessoas", diz ela. "Isso é o que ele faz para mim, é onde me sinto mais conectada". Há também inúmeros estudos que comprovam os efeitos positivos da música sobre o cérebro, diz McLachlan. Tais estudos mostram que o treinamento musical melhora a função cerebral, incluindo matemática, linguagem e habilidades espaciais. Ela aumenta a capacidade de raciocinar, de se concentrar, e para resolver problemas, diz ela.


"Você tem que olhar para a criança holística e ver o que a criança precisa para se tornar um adulto bem formulado. Se não continuarmos a alimentar a criatividade em nossos filhos não há esperança para eles. Precisamos das artes. Precisamos ter essa compreensão emocional de nós mesmos para que possamos tomar decisões bem formuladas." -- Sarah McLachlan

À medida que as crianças crescem dentro da escola, SoM garante que elas tenham a oportunidade de aumentar essa conexão na comunidade em geral também. Parte disso vem dos professores. "Eu tenho muito respeito por bons professores, porque quando um bom professor se envolve com as crianças, Isto pode mudar suas vidas", diz ela. "Os professores dessa escola envolvem suam crianças, eles são apaixonados e eles amam o que fazem."


McLachlan sabe através de sua própria experiência educacional que esses professores podem ser raros e que qualquer assunto pode ser interessante se o professor está presente. "É sobre o compromisso. Trata-se de chegar até os pequenos detalhes e encontrar uma maneira de deixar os alunos a todo vapor", diz ela . "Se você está presente e mostra a eles que se importa, eles vão longe."


A energia na sala de aula não se limita à escola, com relação à sua magnitude de trabalho em equipe e desempenho, e os alunos recebem muitas oportunidades de se apresentar juntos na comunidade através de shows e eventos públicos.


"Estamos muito satisfeitos com o desempenho e envolvimento do grupo. Eles estão aprendendo a trabalhar em conjunto com diferentes crianças de diferentes idades, etnias e sexo. Estão todos trabalhando juntos para criar algo mágico."


O número de inscrição dos alunos da escola aumentou de 280 para 400 estudantes este ano (2013), e há espaço para mais, já que a escola em Vancouver tem espaço para 700 alunos. McLachlan também observa potenciais de crescimento em várias formas. Esse crescimento será feito com cautela, sempre cuidando para garantir que a qualidade seja a mesma. Ela quer incluir mais escolas - SoM está atualmente em parceria com 13 escolas do Distrito Escolar de Vancouver - e talvez levar o modelo para outra cidade.


"Estes são grandes sonhos e também envolvem muito dinheiro", diz ela. "No próximo ano estamos de olho em um curso de produção de vídeo em nosso laboratório. Cada ano é uma experiência de aprendizagem diferente, e vamos descobrir o que funciona melhor."


As doações são a alma da escola. SoM realizou sua maior arrecadação em setembro de 2012, e os fundos arrecadados ajudarão mais crianças a entrar para a escola no próximo ano. O evento Voices in the Park exibiu talentos musicais de alunos da escola, bem como apresentações de artistas como Jann Arden, Hedley, Bryan Adams e a própria Sarah.


Há uma forte ênfase na captação de recursos. cada dólar doado é mais uma oportunidade para ajudar as crianças a encontrar sua voz e desenvolver a confiança necessária para desenvolvê-la. O impacto é inegável quando os pais vão até Sarah para lhe dizer que a SoM salvou a vida de seus filhos.


"Meu coração explode de orgulho quando isso acontece", diz ela. "Eu vejo isso nas crianças também. Talvez eles não falem sobre isso, mas você pode ver na forma como eles se portam. Criar o SoM tem sido a minha forma de agradecer o universo... Eu quero dar a todas as crianças que puder a oportunidade de saber como é se sentir ao encontrar a voz através da música." -- Sarah McLachlan

Em 2016, Sarah inaugurou a segunda unidade da escola em Edmorton.

Site oficial: sarahschoolofmusic.com

Fontes e créditos:  Sara's history | HL Magazine